quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Decepções amorosas

Desde pequena, eu tinha o sonho de casar. Nossa... Me imaginava chegando numa igreja linda, com um príncipe encantado me esperando no altar. Eu entrando linda e maravilhosa num vestido branco. Porém eu não sabia que antes disso ocorreriam as decepções amorosas.
Digo, que minha vida parece um brejo... Cheia de sapos e nenhum príncipe.
Já dei tanta cabeçada nessa vida, que agora acho que nunca mais encontrarei um homem que preste. Acredita que na minha idade, nunca namorei ninguém? Isso é FATO!
Uma amiga me disse, que eu desacreditei no amor, mas que um dia vai aparecer alguém surpreendente.
Mas eu nos meus momentos de total deprê, acho que esse dia nunca vai chegar. E se alguém me disser que tudo tem seu tempo, ganha uma inimiga.
Agora to assistindo Capitu... Tão lindo o amor dela e do Bentinho. Eu nunca tive um amor desses.
E enfim, preciso aceitar as perdas. Pensar que se nada deu certo, quem perdeu foi ele. Tenho que ser mais eu.
Não sei se algum dia volto a acreditar no amor. Mas se alguém me provar que ele existe mesmo, e fará bem a mim, que não me deixe desacreditada novamente.
Ah, com meu primeiro e único amor, aprendi uma coisa: Você me levou uma vida, mas ainda tenho 6.
E você? É como eu, ou acredita que o amor vale a pena?

PRENDA DE HOJE: Uma música que a cada vez que escuto, aprendo mais alguma coisa. A aceitar os relacionamentos frustrantes. E por mais que eu tenha sido insuportável, você vai lembrar de mim.

6 comentários:

>>>Lis<<< disse...

Nossa! Parece que eu vim para no blog certo! Se for no meu e ver as ultimas postagens ta mais ou menos assim tbm. Só eu subjetivo muito o tema central pra nao ficar tão pessoal.
Mas eu desacreditei do amor. e até seria interessante saber quando anos vc tem pq pareceu ter muitos e acho que não é assim.
Como eu tava dizendo, eu desacreditei do amor uma época, mas aprendi que desacreditar dele só o afasta de nós. aprendi que quando ninguem te quer ninguem te quer e se um te quer o mundo te quer e vc tem q aproveitar esse momento pra fazer a escolha certa.
novinha eu mas cheia das experiencias frustrantes. pode acreditar.
Muito bom seu texto.
Como nao quero ganhar sua inimizades nao vou falar akela frasesinha que todo mundo dizia pra mim e me enchia de raiva, mas agora vejo q eles tinham razão!
Beijos e abraços. Fique com Deus. Atualizando seu blog me comunique. Gostei muito!
http://lisems.blogspot.com

LUCAS DE OLIVEIRA disse...

O amor realmente NÃO vale a pena... ele leva todas nossas forças e ânimos.
Claro que, a vida continua e com ela, nossas forças voltam...

Casamento pra mim - é sobretudo - uma forca de morte absoluta e rápida.
Não tenho planos para casamento, quanto ao planejar uma cerimônia digna de filme ou novela... isso é uma coisa boa a se fazer.

Quanto ao amor, não acredito que exista um amor como das novelas... acho que esses amores são vividos por pessoas que esquecem de viver seu tempo, e passam a dedicar-se somente ao amor entre os dois.

Mesmo que exista um amor entre um casal, não deve se esquecer de que a vida continua pra ambos... Os dois tem trabalho, família, amigos e canseira... sobretudo, ambos devem se divertir também e nem sempre essa diversão inclui a pessoa amada.

Casamento desgasta qualquer pessoa... e, se não souber com quem está se casando, enterra sua própria vida sem ao menos dar se conta.

Se eu acredito no amor? É claro que acredito... vendo apenas nos filmes.

Hoje, o mundo gerou um outro tipo de amor, o amor passageiro... aquele que aparece quando a pessoa está junto e, quando essa pessoa se vai, ele simplesmente some com as lembranças.

Levei uma decepção recente de um namoro de quase cinco anos e, não estou pronto psicologicamente para levar outra decepção, portanto é bom depois dessas quedas, olhar para o ferimento, passar medicamento e tomar muito cuidado para não cair novamente.

Estamos vivos e o risco de fraturar o mesmo osso é cem porcento.

Beijos, Cássia... e se cuida!

Lucas de Oliveira
Jornal do Blog
O Renegado

Monday disse...

Ah, menina, não desanima não ... amores não se procuram, se encontram ... sem tempo, sem lugar, sem esperar ... deixe a natureza rolar naturalmente, que a correnteza segue seu caminho e os entrocamentos sempre podem trazer algo de bom ao seu coração ...

Diego disse...

ahhh por isso que eu sempre digo....pregue o "desamor" as pessoas feliz de verdade são assim pois sempre evitam esse sofrimento.






(http://www.revistaup.com/blogdomarquinhos)

Bandys disse...

Oiii,
Que desanimar nada...
Eu sempre acredito no amor!!

Menina as vezes eu entro no msn pra falar com minha irmã que mora no Maranhão, e ai vejo as pessoas chamando mas não da pra parar, rsrsr, vamos combinar de mos falarmos ai...

Beijos

Luana Rodrigues Farias disse...

Achei muito tristinho teu comentário, também nunca namorei tanto q tem gente q acha q eu nunca beijei mas, mesmo assim se acha que eu vou desanimar? Não mesmo fala sério bola pra frente. Não desista.
Bjs

Para honra e glória.

Para honra e glória.