terça-feira, 4 de junho de 2013

Você sabe se está usando o tipo certo de sabonete???

Há um tempo atrás recebi uns produtos da Dermacyd. Quando postei no Instagram, teve gente até achando que eu ia fazer resenha deles. Pelo amor de Jesus, isso é algo que toda menina/mulher sabe como usar.
Mas a assessoria me mandou por email uns textos bem interessantes, e um deles falava sobre os tipos de sabonetes existentes. Tem em barra, líquido, hidratante, bactericida, íntimo, esfoliante... E alguns em uso contínuo causam problemas a pele.
Eu sempre ouvi dizer que o certo é usar sabonete somente uma vez ao dia (mas ninguém respeita isso), e que sabonete esfoliante não mais que duas vezes por semana... Só que lendo os textos que recebi vi que há outros perigos, tipo o uso de sabonete bactericida constantemente para higiene íntima.


Essa diversidade de produtos e a falta de informação sobre o assunto pode confundir as mulheres nessa escolha. Veja abaixo a diferença entre os tipos mais comuns de sabonetes.


- Íntimo: a região íntima é bastante delicada e sensível, e os sabonetes íntimos são produtos testados, indicados exclusivamente para essa área. Segundo o Guia FEBRASGO, a melhor opção são os produtos hipoalergênicos, apropriados para a higiene íntima, que reduzem a chance de ocorrência de quadros irritativos. Deve-se dar preferência aos líquidos, com pH ácido (pH entre 4,2 e 5,6)1 e que produzam pouca espuma.


- Normal: a maioria desses sabonetes tem pH alcalino, isto é, o contrário de ácido, que é diferente do ambiente natural da região íntima. Para se ter uma ideia da alcalinidade, os sabonetes líquidos comuns possuem pH entre 7 e 8, já os em barra ficam entre 9 e 10. Produtos desse tipo podem prejudicar a camada ácida natural e protetora da região, que serve como proteção contra germes que causam alergia e coceira1. O uso diário e contínuo desse sabonete pode irritar e agredir o ambiente sensível da região íntima. Além disso, sabonetes em barra, por estarem constantemente em contato com o ar, podem sofrer contaminações do meio externo.


- Bactericida: os sabonetes bactericidas têm pH entre 11 e 12, isto é, são extremamente alcalinos1. Quando um produto desse tipo é usado na região íntima, a defesa natural é comprometida, deixando a região suscetível a micro-organismos e outras substâncias nocivas para o organismo2. Além disso, deve-se evitar produtos que contenham substâncias antissépticas (como triclosan e clorexidina) porque a higiene é apenas para remover resíduos e não deve atacar a flora natural da região íntima.

Com essas informações, só veio confirmar algumas "teorias" que eu tinha: sabonete líquido é muito mais higiênico (embora eu use em barra), não usar sabonete esfoliante e nem a bucha vegetal todo dia (AMO bucha vegetal nova, que quase arranca o couro da gente).
A pele do corpo precisa de cuidados, assim como cuidamos da pele do rosto, dos cabelos, das unhas. A gente se preocupa tanto com essas partes que acaba se descuidando disso, e porque não começando pelo sabonete, que é o inicial, a limpeza.
Mas não é pra ninguém se desesperar e arrancar os cabelos achando que tá fazendo tudo errado. E nem ficar com medo de sabonete bactericida. Eu adoro o cheiro do Protex.
E como o inverno está chegando a pele fica ressecada, merece cuidados especiais. A Natura todo ano lança uma linha de cuidados pro inverno e no verão várias marcas tem hidratantes mais leves que não deixam a gente com a sensação do corpo melecado e grudento. Fora que tem opções de óleos e hidratantes de banho também. Então, não tem desculpa pra se descuidar. Todas lindas e com pele macia.

xoxo

0 comentários:

Para honra e glória.

Para honra e glória.