terça-feira, 13 de julho de 2010

Esmaltes: Mais que cores nas unhas... Um acessório


Desde criança sempre fui encantada  por colorir minhas unhas. Unhas grande e bonitas sempre me chamaram muito atenção. Mas de uns meses pra cá, eu virei uma viciada em esmaltes. A cada coleção  lançada eu me descabelo  pra ter todos. Na última contagem  eu tinha mais de trinta vidros. Sendo que os vinte primeiros vieram em menos de vinte  dias. Isso é muita vontade de ter esmaltes sim, minha gente. Isso sem contar que eu não tenho o mínimo talento pra  fazer minhas unhas (salve as manicures!!!).
Quem já me  conhece de blog, sabe que eu sou muito básica no  quesito maquiagem.  Sempre as cores neutras. E nas unhas  eu me liberto um pouco. Mas nem tanto... Esmalte vermelho sangue, azul e rosa chiclete eu não uso por nada. Simplesmente não combina comigo. E só sei que depois de começar  a  comprar esmaltes demais, acabei virando consultora das amigas e  tenho até comprado  esmaltes pra elas.
Uma coisa que percebi, é que esmaltes  viraram  um acessório pra mim. Tipo, brinco, colar, pulseira... Está tudo na categoria de acessórios. Já me peguei várias vezes escolhendo o esmalte e pensando na tal roupa que eu ia usar. E comecei a reparar, que dependendo da cor da roupa, vem a cor do esmalte. E que de certa forma as cores devem se encaixar, pelo menos no meu modo de pensar.
Quando Chanel lançou o Jade (verde), as ores da coleção eram praticamente preto, branco e verde. No desfile que tinha o Particuliére (marrom), as cores eram tons de bege, rosa, marrom. Ocorre uma coisa meio “coisas básicas você  pode chocar no esmalte. E coisas calminhas ficam bem com cores clarinhas também”. Bem, vamos  a prática que fica mais fácil.



Nesse caso, se eu estivesse usando um vestido vermelho ia optar por cores mais neutras como os esmaltes do lado esquerdo. Já as do lado direito pro meu gosto não rola. Mas se  você gosta vale a pena. Como um vestido vermelho já chama atenção sozinho, as unhas podem estar mais calminhas. Pra saber se te incomoda ou não, nada melhor que o teste da mão na cintura. Botou a mão na cintura e o contraste entre  sua roupa e suas unhas está  doendo seus olhos, ali contém informações demais.


Usando um pretinho, esqueçam um pouco os  esmaltes beeeeeem  escuros. Chegou a hora da gente brincar. Fluors, pastéis, vermelhos, clarinhos, até mesmo um  incolor  tá valendo.  Como o nome já  diz, ele é básico... Chame atenção pras suas unhas. Agora mesmo enquanto escrevo, vejo a garota do tempo do Jornal Nacional de vestido preto e unhas vermelhas. Claro que um vestido preto com esmalte preto ou café fica muito bonito, só que meio monocromático né? E o mercado tem uma variedade de esmaltes tão grande que não faz mal se a gente quiser ousar.


Assim como o pretinho básico, o branco nos permite brincar também. Podemos deixar as  unhas em tons clarinhos de lado e nos jogarmos em cores chamativas, escuras...  Aprendi contraste com branco, desde que vi as fotos do casamento dos meus pais e minha mãe foi uma noiva de unhas vermelhas.

Não é exatamente uma regra tudo isso que falei, cada um usa o que  gosta e que faz se sentir bem. Quis passar o que no meu caso funciona. “Dói meus olhos”, então tem coisa demais. Pra não falar besteira demais (mais do que eu falo), andei vendo umas fotos de desfiles do Reinaldo Lourenço e as modelos que estavam de preto, usavam  uns tons neutros, claros, tinhas as  unhas avermelhadas, a que estava de cinza esmalte azul. Uma coisa muito importante: a modelo que estava de vestido estampado usava esmalte neutro. Sendo assim, como as estampas não precisam de coadjuvantes pra atrair atenção, os tons neutros e “calminhos” são a melhor opção. E muito cuidado com art nails nessas horas. Estampas + art nails é muito informação. Mas pra quem gostta, vale a pena.

Bem, agora é só escolher uma bela roupa, um esmalte baphônico e sair por aí linda e maravilhosa. O mercado está cheio de opções esperando por nossas unhas.
Até a próxima meninas...

xoxo


1 comentários:

Patricia disse...

Que post maraaaaa! Arrasou!

Para honra e glória.

Para honra e glória.